quinta-feira, 8 de outubro de 2020

Dá-me o silêncio

 

 Deixa-me escrever o teu nome
Lê em cada letra o que sinto por ti
Lê o meu nome
Escreve de cada letra o que sentes por mim

Dá-me o silêncio
Deixa-me ouvir-me
Profundamente e no sentido puro
Deixa-me sentir-me o que era e saber o que sou ,
Agora, depois de ti.

Dá-me o silêncio e deixa ouvir
O som que fazes soar no meu coração
Para que eu possa cantar e enaltecer
O silêncio que me deste para te ouvir.

Deixa-me cantar esse som que me deixaste escutar
E então, poderei cantar

Delfim Peixoto

Sem comentários: