quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

TRAIÇÃO AO EU


O Eu
Sente-se enganado
Por querermos
Parecer.
É muitas vezes
Atraiçoado
Pelo que sabe
Não ser.
A razão incomodada
Arruma tudo ao seu jeito
E o que não quer reconhecer
Aproxima do perfeito.
O imperfeito que não é eu
Encosta ao imperfeito que é
Questiona porque nasceu
Parecendo o que não é.

Dina Ventura - in: Cresci com a poesia

2 comentários:

Lídia Borges disse...

A eterna questão do ser e do parecer aqui muito bem tratada.

Um beijo

Luís Teixeira disse...

essa dualidade que nos agarra toda uma vida.

:)