quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

QUERO


QUERO
Que nasça de mim o que sou.
Buscar em mim a essência
Tratar do que brotou
E olhar-me em consciência.
Quero
Partir para qualquer lugar
Alcançar o imenso do Ser
Poder erguer a voz e gritar
Partilhar o meu bem-querer.
Quero
Atravessar o azul do céu
Ir ao infinito buscar
O que por direito é meu
Mesmo sem alcançar.
Quero
Marcar encontro comigo
Repousar na imensidão
Não esquecer quem é amigo
Deixar de lado a solidão.
Quero
Repartir o que alcançar
Mesmo o que não sei possuir
Porque me refugio no dar
Sem precisar exibir.

Dina Ventura - in: Cresci com a Poesia

1 comentário:

Pedrasnuas disse...

"OS NOSSOS FILHOS NÃO NOS PEDEM FEITOS ILUSTRES,GRANDES FAÇANHAS,QUE SEJAMOS HERÓIS, OS NOSSOS FILHOS MERECEM QUE NÃO FIQUEMOS MAIS AQUÉM..."

BEIJINHOS NATALÍCIOS. TUDO DE BOM PARA ESTA QUADRA!